PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
EXPOSIÇÕES

Museu da Cultura Cearense 

 

EXPOSIÇÃO "VAQUEIROS" 

 

ATENÇÃO: A Exposição está temporariamente fechada devido a reparos luminotécnicos.  

 

 

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

 

Exposição de longa duração, no Piso Inferior do Museu da Cultura Cearense. 

Visitação de terça a domingo, das 9h às 19h (acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).

Acesso gratuito.

Classificação: livre

 



EXPOSIÇÃO "MEMÓRIAS QUE NÃO ESCREVI" DE SEBASTIÃO DE PAULA

 

 

 

O artista Sebastião de Paula celebra 36 anos de carreira com a exposição individual em xilogravura "Memórias que não escrevi", serão expostas 22 obras impressas sobre papel, todas com a dimensão 60 x 80cm, e diversas intervenções com stickers (adesivos). A produção atual de Sebastião de Paula é diversificada, não havendo predominância nem de temática e nem de uma linha de trabalhos. O que se destaca em sua proposta vigente é a diversidade, contudo, há uma forte relação de parte das obras com memória, principalmente, nas gravuras que fazem alusões a brinquedos populares. A exposição contará ainda com apresentação do Grupo de violão Guitar Trio Toada, do Instituto Federal do Ceará (IFCE), sob a regência do professor Dr. Linconl.

 

 

Em cartaz até dia 28 de julho. Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); e aos sábados e domingos, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

Exposição ''A Resistência e as lutas por um novo olhar para a loucura''

 

 

 

O Museu da Cultura Cearense realizará na próxima quinta-feira (23), a partir das 17h, a exposição ''A Resistência e as lutas por um novo olhar para a loucura'', que fica em cartaz até o dia 30 de Junho, no miniauditório do MCC. A mostra contará com 19 pinturas e 5 esculturas dos artistas J. W. Crispim, Osmarina de Sousa Rodrigues e Milvando Peixoto, com curadoria de Cláudia Freitas de Oliveira (Depto de História - UFC e membro do Fórum Cearense da Luta Antimanicomial - FCLA) e Raimundo Nonato Lima (Raimundo Nonato Lima (Professor e Psicológico, Dr. em Psicologia Social com o Tema Arte e Corpo pela Universidad Kennedy de Buenos Aires; atuante na Luta Antimanicomial da América Latina). O objetivo é visibilizar as angústias, esperanças e resistências cotidianas de mulheres e homens, usuários e não usuários, do Centro de Atendimento Psicossocial -CAPS, do município de Fortaleza possibilitando a desconstrução e construção de novos significados a questão da saúde mental.

 

Realizada desde 2016 a exposição já ocorreu com grande êxito em locais como Museu do Ceará e MAUC-UFC, sempre no mês de maio, em comemoração ao 18 de maio, dia da Luta Antimanicomial, quando se realizam em todo o Brasil diversas ações em defesa da saúde mental inclusiva, democrática e sem manicômios. A exposição dará continuidade aos debates iniciados pelo Museu da Cultura Cearense na 17ª Semana Nacional dos Museus deste ano com oficinas e debates em torno do tema. 

 

Abertura 23 de Maio, às 17h.

Em cartaz até o dia 30 de Junho, no miniauditório do Museu da Cultura Cearense 

Acesso Gratuito

Classificação etária: Livre.

 

Acessibilidade

 

O Museu da Cultura Cearense agora conta o atendimento de um educador surdo e intérprete de libras a fim de viabilizar o acesso à comunicação, à informação e à cultura no museu. Confira no vídeo.

 

 

 

 

 AGENDAMENTO

Para agendamento de grupos e escolas para visitação dos museus é fundamental entrar em contato pelo telefone (85) 3488-8621  e através do email: agendamentomuseus@gmail.com

 

 

 

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
PARCEIROS