PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
Dragão do Mar celebra centenário de Nice Firmeza com exibição de documentário e conversa ao vivo na próxima segunda (19)
Com exibição de vídeo do documentarista Tibico Brasil e conversa ao vivo com os curadores Bené Fonteles e Patrícia Veloso, o Museu da Cultura Cearense realiza programação em homenagem à vida e à obra da artista cearense.
15/07/21 às 12h33

Nice Firmeza por Iana Soares / Arquivo O Povo

 

     Para celebrar a história e o legado da multiartista cearense Nice Firmeza, que completaria 100 anos neste domingo (18), o Museu da Cultura Cearense, equipamento do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, complexo cultural da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar, promoverá um encontro virtual na próxima segunda (19), a partir das 16h, no YouTube do Dragão (youtube.com/dragaodomarcentro). Após a exibição do documentário "NicEstrigas - Arte e Afeto". trabalho do fotógrafo e documentarista Tibico Brasil, os curadores e pesquisadores Patrícia Veloso e Bené Fonteles, que em 2013, lançaram a exposição homônima no MCC, com obras de Nice e Estrigas, relatam os laços de afeto e convivência com Nice, além de comentar a vasta produção que inspirou a  montagem da mostra e a publicação organizada por Fonteles e lançada em 2014 pela Editora Terra do Sol. A conversa será mediada por Valéria Laena, assessora do MCC.

     Na produção audiovisual, com roteiro de Sergio Roberto Costa, Brasil, que assina a fotografia e a direção, apresenta um retrato do casal de artistas visuais cearenses e seu casamento afetuoso com a arte e com a natureza, material que reúne ainda depoimentos de Nice e Estrigas, colhidos entre 2012 e 2013. 

     No bate-papo com Bené Fonteles e Patrícia Veloso, os pesquisadores destacam as produções individuais de Nice, seus bordados, pinturas e culinárias, bem como a relação que ela e o esposo, Nilo Firmeza, mais conhecido como Estrigas, desenvolveram com a arte e a cidade. 

     Ao longo do mês de julho, o MCC trará ainda no seu perfil no Instagram (@mcc_dragaodomar) conteúdos relacionados às receitas criativas de Nice Firmeza, que integram as pesquisas realizadas pelo Comida Ceará, projeto do MCC que há 10 anos busca mapear e registrar a dinâmica alimentar cearense, com seus diferentes modos de preparo, práticas alimentares, a pluralidade de comidas, seus sentidos e trocas.


 

Sobre os participantes


Patricia Veloso

Mestra em Administração de Empresas pela Universidade de Fortaleza (Unifor), é também mestra pelo Programa de Pós Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará. Atua como produtora cultural, curadora e editora, desde 1985. Fundou e administra as empresas Terra da Luz Editorial e Imagem Brasil Galeria e Fotoarquivo direcionadas ao desenvolvimento de projetos que valorizam a cultura visual como proposta editorial e de atividades de circulação e difusão das linguagens artísticas. 



Bené Fonteles

Com uma longa e consolidada trajetória artística nas artes plásticas, música e poesia, Bené tem álbuns e livros publicados e obras expostas em acervos dos museus de arte moderna de São Paulo, Rio, Nova Iorque, Paris e Bahia, além de ter participado de cinco Bienais Internacionais de São Paulo e diversas mostras individuais e coletivas ligadas à arte postal e a pesquisas de novas expressões artísticas. A militância ecológica é um traço marcante em sua obra, sendo criador do "Movimento Artista pela Natureza", que desde 1986 promove a consciência ecológica e da educação ambiental por meio da arte. Grande parte do seu trabalho dialoga com as estéticas e poéticas das culturas indígenas. Atualmente, está trabalhando na finalização do livro "Antes Arte: ConsCiência, Espiritualidade, Transcendência?", que celebra seus 50 anos de trajetória como artista e escritor, com previsão de lançamento no segundo semestre de 2021. 


 

Valéria Laena
Historiadora com Especialização pela UFC, pesquisadora com investigações relacionadas a bens culturais materiais e imateriais no Ceará para geração de produtos culturais como exposições, documentários e publicações. Assessora do MCC/CDMAC


 

Sobre a homenageada 


 Foto Lucas de Menezes
 

Nascida em Aracati, cidade do interior do Ceará, Maria de Castro Osório, mais conhecida pelo nome artístico Nice Firmeza, foi uma pintora, bordadeira, escritora, arte educadora e doceira que renovou e projetou as artes plásticas cearenses nas décadas de 40 e 50. O reconhecimento à sua relevância artística rendeu a ela a nomeação como Mestra da Cultura e, em vida, o título de Tesouro Vivo do Ceará. Foi na Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP) que Nice conheceu Nilo Firmeza, o Estrigas, com quem dividiu mais de meio século de parceria no amor e na arte. A trajetória do par dedicada às artes rendeu a criação do Minimuseu Firmeza, localizado no Mondumbim, que foi ateliê e residência do casal, transformado em espaço cultural, artístico e ecológico pelos próprios artistas, em 1969 e que hoje abriga um acervo composto por mais de 500 obras, distribuídas em três salas de exposição.



 

Serviço: Exibição do documentário "NicEstrigas- Arte e Afeto", de Tibico Brasil, e live "Nice faz Arte", com Bené Fonteles, Patrícia Veloso.
Data: 19 de julho de 2021 (segunda-feira)
Horário: 16h
Exibição: Canal do Dragão do Mar no YouTube
Duração: 60 minutos
Acesso livre e gratuito

PARCEIROS