PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
MAC Dragão abre inscrições gratuitas para encontros de formação na próxima segunda-feira (12)
Com 20 vagas, o curso convida artistas, estudantes, pesquisadores e visitantes a pensarem o Museu e seu entorno, em formação ministrada pelo artista e curador Fábio Tremonte.
09/07/21 às 10h22

"Conversa com pedras" (2017) na Escola da Floresta 
 

     No "Férias no Dragão", tem espaço para diversão e pensamento. Na próxima segunda-feira (12), o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, por meio do Museu de Arte Contemporânea de Ceará (MAC Dragão), em parceria com a Escola da Floresta, abre inscrições para o Encontro "Imaginar um Museu - em poucas palavras: façamos novas perguntas para podermos dar novas respostas", projeto que visa à formação de grupos de pesquisa para pensar a relação entre o Museu, seu público, seu entorno e a cidade, a partir de encontros virtuais em plataforma fechada que serão realizados entre os meses de agosto e setembro, ministrados pelo artista Fábio Tremonte. As inscrições poderão ser realizadas de 12 de julho a 1º de agosto, no site do Dragão ou no link bit.ly/imaginarummuseu.

     Voltado para estudantes, pesquisadores em Artes, Pedagogia e áreas de Humanas, moradores, frequentadores e trabalhadores do entorno do MAC Dragão, o encontro formativo tem o objetivo de avaliar como a presença do equipamento afeta e envolve frequentadores, colaboradores, artistas e pessoas do seu entorno, bem como poderia ser mais convidativo e aberto a participação de interessados. O projeto se desenvolverá em torno do Plano Museológico realizado pelo MAC Dragão em 2020, a partir de levantamento feito junto ao público, sobre as características do museu em sua atuação, desde sua fundação aos dias de hoje. Os encontros contarão com a participação de 3 artistas convidados, que ministrarão falas propositivas. 

     Serão disponibilizadas 20 vagas. A lista de selecionados para a formação será divulgada no dia 13 de agosto, no site do Dragão. A ocupação das vagas ficará sujeita a seleção conforme perfil profissional e indicação de interesse dos candidatos. A seleção dos candidatos levará ainda em consideração os critérios de raça, classe, gênero e sexualidade e os interesses da pessoa inscrita, a fim de compor uma turma plural em uma multiplicidade de corpos e perspectivas vitais.

     Os encontros on-line serão realizados em sala fechada para os inscritos confirmados, durante 2 semanas, com intervalo de 15 dias. Serão 10 encontros de 2 horas cada, de segunda a sexta, das 17h às 19h, entre 23 e 27 de agosto e 13 e 17 de setembro. 

     O que é o museu? O que tem no museu? De quem é o museu? Quais e quantas perguntas podemos fazer sobre um museu, sobre o Museu de Arte Contemporânea do Ceará? O que gosto no museu? O que não gosto no museu? Que museu eu gostaria de inventar? Elaborar perguntas como um caminho de possibilidades para imaginar um museu que queremos e para imaginar como esse museu pode se expandir para além das suas salas de exposição, do seu acervo, do seu programa de visitas escolares.

     Durante os encontros, além dos exercícios práticos, os participantes terão acesso a indicações de autores e autoras que trabalham com pesquisa nas conexões entre arte, pedagogia, comunidade e instituições culturais, bem como exploradas práticas e investigações de artistas que atravessam essas questões.

     "O que se pretende com essa proposta é perceber o Museu não apenas como uma instituição propositora, mas como mediadora de ações internas e externas ao seu espaço físico. Estabelecer uma relação com a comunidade, mais no sentido de se fazer comunidade com o entorno imediato e com outros lugares da cidade, e não apenas trabalhar com a comunidade. Isso significa construir junto, a partir de alguns movimentos: reaparecimento público, retomada de relações com o espaço da cidade e uma interlocução entre outros fazeres e saberes", afirma Tremonte. 


Sobre o facilitador

 


 

     Fábio Tremonte é artista, curador e pesquisador. Bacharel, mestre e doutorando em Artes Visuais na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Escolheu a arte pela possibilidade de não precisar se tornar um especialista. Cozinheiro de manhã, antropólogo de tarde, DJ de noite, e assim por diante. Percorre trajetos atravessados pela culinária, antropologia, pedagogia e termina sempre na pista de dança. Fundou a Escola da Floresta [2016], escola livre, nômade e temporária, que acontece em lugares e momentos situados e a partir de encontros para fazer junto, que são aplicados tanto na dinâmica das proposições quanto na configuração e temas abordados e são elaborados a partir de um processo de pesquisa do contexto e conjuntura política e histórica da América latina, em processos de aprendizagem comuns, desierarquizado, um lugar para ações e proposições coletivas na busca por imaginar novas e diferentes formas de vida, numa busca pela tentativa de experimentar um outro tempo, não-pautado pelo relógio, nem pela produção, mas uma vivência de um tempo alargado, de estar junto.


 

Serviço: MAC Dragão e Escola da Floresta abrem inscrições para o "Encontro Imaginar um Museu - em poucas palavras: façamos novas perguntas para podermos dar novas respostas", com Fábio Tremonte
Inscrições:  12 de julho a 1º de agosto
Link para inscrições: bit.ly/imaginarummuseu
Divulgação dos selecionados: 13 de agosto
Encontros on-line de segunda a sexta, das 17h às 19h: 
Semana 1: 23 a 27 de agosto
Semana 2: 13 a 17 de setembro
20 vagas
Acessível em Libras mediante solicitação de inscritos

PARCEIROS