PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
Secult e Rede de Equipamentos divulgam resultado final da convocatória Arte em Rede, com ampliação inédita
A seleção se deu com a ampliação de 140 para 165 projetos contemplados, uma tomada de decisão inédita da Secretaria e Rede de Equipamentos Culturais, para atender um maior número de agentes culturais e projetos que farão parte de uma programação on-line
06/07/20 às 13h54

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), junto a sua Rede de Equipamentos Culturais e o Instituto Dragão do Mar (IDM), divulgam, neste sábado, 4 de julho, o resultado final do "Arte em Rede", convocatória para seleção de projetos em formato digital. Com um total de 865 projetos inscritos e 165 selecionados, o Arte em Rede ampliou o número de contemplados para atender um maior número de agentes culturais e projetos, que farão parte de uma programação on-line a ser realizada entre julho e dezembro deste ano. A qualidade das propostas artísticas e culturais, a presença forte de artistas do Interior do Ceará e uma maior percepção para a acessibilidade foram os principais destaques. O investimento atualizado de R$ 247.500 mil resulta em uma iniciativa pioneira que irá integrar e potencializar as ações de cinco equipamentos de difusão da Secult: a Casa de Saberes Cego Aderaldo, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o Cineteatro São Luiz, o Porto Dragão e o Theatro José de Alencar. Existe também a possibilidade de realização de parcerias envolvendo ainda o Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) e o Sobrado Dr. José Lourenço.

 

A convocatória, que recebeu  projetos de todas as macrorregiões do estado do Ceará, além da Grande Fortaleza, Cariri, Sertão Central, Sertão de Sobral, Litoral Oeste / Vale do Curu, Litoral Norte, Maciço do Baturité, Litoral Leste, Centro Sul, Sertão de Canindé, Vale do Jaguaribe, Serra da Ibiapaba, Sertão dos Inhamuns e Sertão de Crateús, teve avaliação realizada por uma equipe de 48 avaliadores, sendo estes de oito equipamentos culturais e quatro coordenadorias da Secult. Além da presença forte de inscrições oriundas de artistas do Interior do Ceará, chama atenção a qualidade, criatividade e ousadia das propostas - isso revela, na avaliação da Secult Ceará, a potência da cultura e o desenvolvimento artístico através da força da economia cultural no Ceará, o que provoca uma movimentação criativa. 

 

Ainda sobre a movimentação criativa, relembramos que a convocatória foi formatada em três modalidades, que tiveram as seguintes representações entre os projetos aprovados: 25 obras artísticas revisitadas a partir de conteúdos já produzidos anteriormente ao período de isolamento; 64 trabalhos elaborados no período de isolamento e 66 propostas de criação de conteúdo a serem realizadas ou em processo. A maioridade de projetos na última modalidade confirma o respiro criativo que a convocatória fomenta.

 

Outro destaque é a presença da pauta da acessibilidade e a forte inserção de projetos com ações afirmativas, uma consequência direta das ações contínuas de políticas públicas e parcerias com a iniciativa privada fortalecendo tais questões. As mais distintas linguagens artísticas foram contempladas e temáticas variadas como memória e afetividade, diálogos sobre cultura e cidade e outras tantas possibilidades de fazer arte, como os trabalhos experimentais. Em relação às linguagens, a convocatória abrange categorias como Artes integradas (projetos que contemplem mais de uma linguagem artística, incluindo moda e design),Artes Visuais e Fotografia, Audiovisual e Arte Digital, Teatro, Circo e Humor, Cultura popular; Dança; Humor, Dança e Performance, Literatura, livro e leitura, Música, Produção, Gestão Cultural e apoio técnico.

 

Ampliação do número de selecionados

A ampliação do número de selecionados - de 140 para 165 projetos - na convocatória Arte em Rede é uma ação inédita. Buscando atender o grande número de projetos bem avaliados entre os 865 inscritos, os gestores da Rede de Equipamentos Culturais, em decisão consensual e unânime, fizeram uma revisão do planejamento e realizaram o remanejamento de programações para acolher mais iniciativas culturais do Ceará. Por esse motivo, a programação on-line prevista nos equipamentos a partir dos projetos selecionados também ampliou seu cronograma para até dezembro de 2020. 

 

Saiba mais

O "Arte em Rede" se insere dentro de um conjunto de iniciativas que o Governo do Estado do Ceará, a Secretaria da Cultura do Estado e sua Rede de Equipamentos vêm realizando com o objetivo de promover e movimentar a criação, difusão e economia artística e cultural do Estado, no contexto de medidas de distanciamento social necessárias neste período de pandemia do Coronavírus, incentivando a sustentabilidade do fazer artístico através de iniciativas que contemplem os artistas, grupos, coletivos, companhias e demais profissionais e empreendimentos culturais cearenses.

 

A Convocatória também integra o Programa "Cultura em Rede", previsto no Planejamento Estratégico da Secult, com o intuito de articular, integrar e potencializar os equipamentos culturais do Estado, para estimular o compartilhamento e a colaboração entre os equipamentos vinculados à Secretaria da Cultura, para que possam atuar de forma sistêmica no desenvolvimento e consolidação da política cultural do Ceará.

 

Para acessar o lista de aprovados, clique aqui.

Mais informações disponíveis no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.

PARCEIROS