PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
Cinema do Dragão realiza debate ao vivo com cineastas dos curtas da Sessão Circular #2 nesta quarta-feira (30)
Na live "Desejo e Memória em Movimento", participantes conversarão sobre as questões comuns aos curtas em cartaz, discussão que encerrará a programação especial do Dragão em alusão ao Dia do Orgulho LGBTQIA+.
28/06/21 às 21h12

     Na última quarta-feira (23), o Cinema do Dragão lançou a segunda edição da Sessão Circular, programa de difusão de curtas brasileiros. Com o tema "Desejo e Memória em Movimento", a programação segue exibindo, até 7 de julho, no YouTube no Dragão (youtube.com/dragaodomarcentro), cinco curtas-metragens que abordam experiências de mulheres lésbicas, suas relações de amizade e de família. Além dos filmes, o Cinema do Dragão traz, nesta quarta-feira (30), a partir das 17h, também no canal do Dragão no Youtube, um debate ao vivo com os diretores Maurílio Martins, Débora Zanatta, Mayara Santana, Yasmin Guimarães e Bruna Castro. A conversa será mediada pela cineclubista, realizadora audiovisual e mestranda em Comunicação Kamilla Medeiros.
     A live "Desejo e Memória em Movimento" fecha a Semana da Visibilidade LGBTQIA+, programação especial do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura em prol do respeito à diversidade e do combate ao preconceito. 


Participantes
 


     Bruna Castro co-dirigiu "À Beira do Planeta Mainha Soprou a Gente". É realizadora audiovisual, montadora e diretora de espetáculos performáticos. Graduanda em Bacharelado Interdisciplinar em Artes com concentração em Cinema e Audiovisual, na UFBA. Em 2018 co-dirigiu o curta-metragem "Pra Jorrar", resultado de experimentações em vídeo-performance com Camila Florentino. Em 2020 lançou o curta documental "à beira do planeta mainha soprou a gente", filme autobiográfico que co-dirigiu com Bruna Barros. Integra o grupo de experimentos performáticos "Granadás" e através dele dirigiu os espetáculos "O Grito das Passaranhas" (2016) e "Correnteza" (2019).

 


 
     Yasmin Guimarães dirigiu "Peixe", seu trabalho de conclusão de curso, que estreou na 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes e, desde então, circulou por mais de 40 festivais em 10 países, entre eles o XII Janela Internacional de Cinema do Recife e 27º Festival Mix Brasil. É bacharel em Cinema e Audiovisual pelo Centro Universitário UNA. Desde 2015, trabalha com produção, direção, roteiro e montagem. Em 2018, dirigiu o curta-metragem "Peixe", seu trabalho de conclusão de curso, que estreou na 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes e, desde então, circulou por mais de 40 festivais em 10 países, entre eles o XII Janela Internacional de Cinema do Recife e 27º Festival Mix Brasil. Assinou também a rireção de produção do curta-metragem "A Mulher Que Eu Era", de Karen Suzane, vencedor do 5º Prêmio BDMG Cultural/FCS de Estímulo do Curta-Metragem de Baixo Orçamento, com estreia no FESTin, em Lisboa. Atualmente, desenvolve seu primeiro longa-metragem, "Supernova", vencedor do Kinoforum Labs 2019 e está em pré-produção do seu segundo curta-metragem "Eu Te Amo é no Sol", vencedor do edital Lumiar, interrompido pela pandemia do coronavírus.

     

     Débora Zanatta dirigiu "Aonde Vão os Pés". É mestranda em Cinema e Artes do Vídeo e Bacharel em Cinema e Audiovisual pela Universidade Estadual do Paraná (FAP-UNESPAR). Atua profissionalmente como roteirista, diretora e produtora cultural. Em parceria com Estevan de la Fuente, dirigiu os curtas-metragens Lovedoll (2015); Ocorridos do dia 13 (2016) e Primavera de Fernanda (2018) que recebeu 16 prêmios e 5 menções honrosas em 64 seleções em festivais nacionais e internacionais. Aonde vão os pés (2020) é sua primeira direção solo. Desde 2015 é Produtora Executiva do FIDÉ Brasil - Festival do Documentário Estudantil. Em parceria com Camila Macedo, é curadora e cineclubista do Cineclube Solax.


     Mayara Santana roteirizou e dirigiu o documentário "Rebu", que passou por festivais como Cachoeira.doc, Cabíria Festival, Festival de Cinema Insurgente, Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte, Mostra Tiradentes, e teve sua estreia  internacional na França no Festival  Brésil en Mouvement. Roteirista e diretora, atua há cerca de 5 anos como realizadora audiovisual. É também roteirista e diretora do projeto "500 graus", filme aprovado pelo Funcultura, que está em fase de pré-produção. No documentário "Estamos Juntas", gravado em Moçambique, atuou como Assistente de Direção. 


     Maurilio Martins dirigiu "Quinze". É um dos sócios da Filmes de Plástico, é formado em Cinema e Dirige e roteiriza filmes. Nasceu em 78 em Contagem-MG, cidade onde vive até hoje. Em 2019 lançou seu primeiro longa, No coração do mundo, depois de ter feito alguns curtas e ter sido premiado e exibido no Brasil e no exterior.


     Kamilla Medeiros é cineclubista, realizadora audiovisual e mestranda no Programa de Pós-Graduação da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, com foco nos estudos sobre cinema brasileiro, em especial, sobre documentário.

 

Serviço: Cinema do Dragão apresenta "Sessão Circular  #2 - LIVE "Desejo e Memória em Movimento" 
Data: 30 de junho de 2021 (quarta-feira)
Horário: 17h 
Exibição: Canal do Dragão no YouTube (youtube.com/dragaodomarcentro)
Acesso gratuito e livre

PARCEIROS