PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
Museu da Cultura Cearense do Dragão do Mar debate o papel dos espaços museológicos na promoção da saúde mental, nesta quarta-feira (10)
Especialistas convidados refletem sobre a importância dos equipamentos culturais no combate ao preconceito contra usuários dos serviços de saúde mental e na promoção da arte-terapia. Conversa será transmitida ao vivo e contará com tradução em LIBRAS.
10/06/20 às 16h34

O Centro Dragão do Mar, por meio do Museu da Cultura Cearense (MCC), realiza, nesta quarta-feira (10), a partir das 16h, mais um debate ao vivo no canal do centro de arte e cultura (www.youtube.com/dragaodomarcentro). Recentemente, foi celebrado o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, data marcada pelo dia 18 de maio. Em defesa do cuidado em liberdade e de uma sociedade sem manicômios, o Museu discutirá o tema "Saúde Mental, Arte, Museu e Luta Antimanicomial". O coordenador do Educativo do MCC Ícaro Souza mediará o debate entre os especialistas Alex Alencar, Cláudia Oliveira e JW Crispim. A conversa contará com tradução em LIBRAS.

 

Segundo Ícaro Souza, a atividade visa promover a reflexão sobre a importância de aproximar os equipamentos culturais, museológicos, de arte e ensino dos usuários dos serviços de saúde mental, como forma de desconstruir preconceitos e estigmas a partir da experiência dos sujeitos atuantes neste campo e, assim, contribuir para o enfrentamento à ideia de segregação representada pelos manicômios e para a promoção de uma sociedade mais democrática e inclusiva. 

 

 

Sobre os convidados
 

Alex Alencar é Mestre em Enfermagem pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, enfermeiro na A Rede de Atenção de Psicossocial (RAPS) de Fortaleza e  membro do Fórum Cearense da Luta Antimanicomial. 
 
 
Profa. Dra. Cláudia Freitas de Oliveira é professora e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Ceará, do Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em Ensino de História, Profhistória (UFC), do Programa de Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho - PSAT (FIOCRUZ Brasília) e do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará (UFC) Coordenadora do Curso de História (UFC). Entre outras atribuições, também coordena o Grupo Sociedade de Estudos do Brasil Oitocentista (SEBO-UFC). Pesquisadora sobre a História da Loucura no Ceará. 
 
JW Crispim é artista usuário do Centro de Atenção Psicossocial - CAPS - e membro do Fórum Cearense da Luta Antimanicomial.

 


Sobre o Museu da Cultura Cearense

 

O Museu da Cultura Cearense (MCC) é um museu etnográfico que tem como proposta promover a difusão, a fruição e a apropriação do Patrimônio Cultural do Estado do Ceará, mediante ações museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, que visando a inclusão e desenvolvimento sociocultural. O MCC busca tornar-se um espaço inclusivo, de produção de conhecimento por meio da relação entre educação formal, não-formal e informal; e expressar a cultura cearense de forma contextual e reflexiva: seus conflitos, contradições e temporalidades, valorizando a produção cultural dos cearenses, sua criatividade e diferentes formas de ser, estar no mundo, relacionar-se com o meio ambiente e com outros sujeitos sociais.

 

 

 

Serviço: Live "Saúde Mental, Arte, Museu e Luta Antimanicomial", com JW Crispim, Cláudia Oliveira e Alex Alencar

Data: 10 de junho de 2020 (quarta-feira)

Horário: 16h

Local: canal do Dragão do Mar no YouTube (www.youtube.com/dragaodomarcentro)

Classificação etária: livre

Acesso Gratuito | Acessível em LIBRAS

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
PARCEIROS