PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
13ª Bienal Internacional de Dança do Ceará segue até quinta-feira (16) com apresentações gratuitas no Dragão do Mar
Três espetáculos que perpassam questões ligadas à acessibilidade são apresentados no Teatro Dragão do Mar. Gratuito, o acesso será feito a partir da retirada antecipada de ingresso e comprovação do ciclo vacinal completo.
14/12/21 às 12h42

Elenco cearense na adaptação de "My (Petit) Pogo". Foto: Allan Diniz

 

 

     Após encantar os visitantes do Dragão com potentes apresentações na última semana, a XIII Bienal Internacional de Dança do Ceará segue com espetáculos e performances de alguns dos mais renomados profissionais de dança do Brasil e do mundo no Teatro Dragão do Mar. Sempre com início às 20h, as três apresentações perpassam questões relacionadas à acessibilidade. O acesso à programação, que é inteiramente gratuita, está sujeito à retirada antecipada de até um ingresso por pessoa na página da Bienal de Dança na plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/produtor/bienaldedanca), bem como à apresentação do passaporte sanitário, que comprova o ciclo vacinal completo do portador há pelo menos 15 dias, junto ao documento de identificação com foto. O uso de máscara também é obrigatório, conforme protocolos alinhados às orientações do Governo do Ceará por meio do decreto estadual vigente. A Bienal Internacional de Dança segue ainda com exibições no Centro Cultural Porto Dragão, outro equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar.

     Nesta terça-feira (14), a Paracuru Cia. de Dança (Ceará) apresentará  "Inventário de Belezas" (2021), uma coprodução da Bienal que compôs a programação on-line da Bienal De Par Em Par, em agosto, e agora será apresentada presencialmente em Fortaleza, usando a acessibilidade como elemento de criação. O espetáculo aborda o autismo, a partir da vivência de uma das bailarinas com o filho, pessoa com transtorno do espectro autista (TEA).

      Um dos destaques da Bienal, a adaptação de "My (Petit) Pogo", coprodução entre a companhia francesa R.A.M.a e a cearense Carnaúba Criações será apresentada na quarta-feira (15). Fruto de parceria entre a Bienal de Dança e o Consulado Geral da França para o Nordeste em Recife, foi realizada com a direção remota do francês Fabrice Ramalingom e a assistência de direção presencial da cearense Clarice Lima, que atuou também como ensaiadora. Nesta obra, o coreógrafo propõe a integração do conceito de acessibilidade com a própria dança, onde os bailarinos desenvolvem movimentos da Libras como linguagem coreográfica. Os artistas envolvidos se engajam na adaptação de uma escrita e de uma didática precisas aos corpos e público brasileiro. Fabrice Ramalingom é artista da dança com carreira marcada por atividades como coreógrafo, dançarino, performer, ensaiador, professor, pedagogo e dramaturgo. Com a Cie. R.A.M.a, criada por ele em 2006, desenvolveu 14 peças onde questiona as noções do "estar juntos" e a ideia de "emancipação". Fabrice colabora igualmente com artistas de outras linguagens como os diretores de teatro Marc Baylet, Jean- Michel Ribes, Vincent Ecrepont, a musicista Maguelone Vidal, os cineastas Valérie Donzelli, Olivier Ducatel et Jacques Martineau, a escritora Emmanuelle Bayamack-Tam e a cantora Vanessa Paradis. 

     Nesta quinta-feira (16), numa ação conjunta da Bienal com o Centro Dragão do Mar, por meio da mostra Cena 21, o bailarino e coreógrafo cearense João Paulo Lima, que se autodenomina como "corpo DEF", apresentará "Devotees" (2021), seu novo trabalho. O espetáculo cênico encerra a programação da XIII Bienal Internacional de Dança do Ceará no Centro Dragão do Mar, mas a programação continuará em outros espaços de Fortaleza e do Ceará, como o Centro Cultural Porto Dragão, outro equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar.

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

14/12 (terça-feira)

20h - "Inventário de Belezas" | Paracuru Cia. de Dança (Ceará)
2021 |32 minutos | Livre
O que nos salva em momentos de grande angústia? O que nos dá esperança? O que te tira da cama? Cada um de nós encontra ou inventa estratégias diversas para sobreviver a tempos difíceis como este que estamos passando. A pandemia trás o medo da doença e da morte, o receio da perda de familiares ou amigos queridos, as aflições das incertezas e por esse caminho de reflexão se desdobram outras possibilidades que roubam a tranquilidade de quase todos. Talvez o belo tenha sido associado durante tempo demais com o fútil, com o dispensável, com o "pão e circo", e com isso deixamos de perceber o poder de colocar em movimento a esperança e o desejo de algo melhor e mais luminoso. Este trabalho é nosso manifesto para que possamos transformar profundamente a vida, um pedacinho de cada vez.
Ficha Técnica
Direção Flávio Sampaio Criação Luiz Fernando Bongiovanni Luz Luiz Fernando Bongiovanni e Eduardo Teixeira Figurinos Marina Carleial Assistente de Figurinos Joab Tafarel Elenco Lucas Melo, Luísa Castro, Jamerson Renan, Joab Tafarel, Priscila Castro, Rochele Conde. Romário Santiago e Thales Santos
Local: Teatro Dragão do Mar

 

15/12 (quarta-feira)


20h - "My (Petit) Pogo" | Cie. R.A.M.a (França) e Carnaúba Criações (Ceará)
2021 | 45 minutos | Livre
O espetáculo My (petit) Pogo passeia entre didática e sensibilização artística. É um convite para entrar na obra, passando pela engrenagem do ateliê de produção, pela descoberta do processo de criação para, finalmente, ver a obra acontecer.
Criação e coreografia Fabrice Ramalingom Produção Carnauba Criaçoes (BR) e Cie R.A.M.a (FR) Coprodução Bienal Internacional de Dança do Ceará - De Par Em Par Patrocínio Consulado Geral da França para o Nordeste em Recife Assistente de direção e ensaiadora Clarice Lima Elenco Clarissa Costa, Jhon Morais, Sâmia Bittencourt, Rosa Primo, Rafael Abreu.
Local: Teatro Dragão do Mar
Acessível em Libras

 

16/12 (quinta-feira)

20h - [Bienal/Mostra Cena 21] "Devotees" | João Paulo Lima (Ceará)
2021 | 40 minutos | 18 anos
Devotees é a pessoa que tem atração sexual por pessoas com deficiência. Geralmente, a atração é por cadeirantes e amputados.
Ficha técnica
Direção artística Clarissa Costa Concepção e interpretação João Paulo Lima Música Original Felipe Giffoni Áudios Marcio Motor Figurino Marina Carleial Imagens de vídeo Matheus Dias
Local: Teatro Dragão do Mar


 

Sobre a Bienal


     A XIII Bienal Internacional de Dança do Ceará é apresentada pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE), via Lei Estadual Nº 13.811 - Mecenato Estadual. Agradecimento: Enel. Apoio: Instituto Francês, Embaixada da França no Brasil, Consulado Geral da França em Recife para o Nordeste e Pro Helvetia. Parceria: Quitanda Soluções Criativas. Realização: Indústria da Dança e Proarte. Apoio Institucional: Instituto Dragão do Mar, Cineteatro São Luiz, Porto Dragão, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e Secretaria da Cultura do Ceará (Secult-CE).

 


Serviço: XIII Bienal Internacional de Dança do Ceará no Dragão do Mar
Período: Até 16 de dezembro de 2021
Horário: a partir das 20h
Local: Teatro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema)
Acesso gratuito mediante apresentação de passaporte vacinal e retirada antecipada de ingressos na página da Bienal na plataforma Sympla: www.sympla.com.br/produtor/bienaldedanca

 

 

PARCEIROS